História

Elemento indissociável da alma e coração da cidade, o Futebol Clube Barreirense foi fundado a 11 de abril de 1911. Milhares de atletas representaram e representam o clube num dinâmico e muito próprio movimento contínuo a que associa a competição desportiva à afirmação de valores sólidos que perpetuam a marca barreirense.

Actualmente, o FC Barreirense está representado nas modalidades de Futebol, Basquetebol, Xadrez, Ginástica e Kick-Boxing. Com um marcante e incomparável percurso na história do desporto português, o clube, desde o ínicio, tem sido construído a pulso pelas gentes do Barreiro e orgulha-se dos muitos valores desportivos, e não só, criados na “escola do FC Barreirense”.

Neste site oficial o FC Barreirense apresenta todas as novidades, calendários, propostas, iniciativas e muitos outros detalhes que fazem da vida do clube um verdadeiro mundo de emoções.

Acima de tudo, este é um espaço dinâmico de partilha com os muitos sócios, simpatizantes e barreirenses, de todas as gerações, que se encontram em todos os cantos do Mundo.

Até porque juntos, somos muito mais!

 

FUTEBOL
O futebol enraizou-se no Barreiro nos primeiros anos do século XX onde se constituíram o Sport Club Barreirense, o Sport Luso Barreirense e outros clubes de menor projecção. Poucos anos depois, um grupo de aprendizes das oficinas Gerais dos Caminhos de Ferro do Sul e Sueste fundaram uma agremiação a que deram o nome de Sport Recreativo Operário Barreirense.
Pouco a pouco, o Sport Recreativo Operário Barreirense foi crescendo e, beneficiando da extinção de outras colectividades congéneres, foi sempre aumentando o número de associados. No entanto, dificuldades de vária espécie nomeadamente de ordem financeira levaram o Sport Barreirense, a proceder a uma profunda reorganização interna e então, em Assembleia Geral realizada em 11 de Abril de 1911 decidiu que do ‘velho’ Sport Recreativo Operário Barreirense nascesse o Foot-Ball Club Barreirense.

A nova colectividade viria a traçar um caminho de excelência no panorama desportivo português, não só elevando o nome da cidade a todos os cantos do país como também constituindo-se como um viveiro de grandes jogadores que muito enriqueceriam o FC Barreirense e aos quais ficaram reservadas carreiras brilhantes, que enchem de orgulho o clube e todos os barreirenses.

O futebol do clube passou por muitos momentos marcantes dos quais se podem destacar as subidas à Iª Divisão e as várias vitórias sobre os grandes em pleno Estádio D. Manuel de Mello. No entanto, na época 1969/1970, o FC Barreirense conseguiu a melhor classificação de sempre no Nacional, alcançando o 4º lugar. Destaque maior então para essa equipa treinada por Manuel Oliveira, e com o plantel composto por: Manuel Bento, Serra, Bandeira, Faneca, Patrício, Luís Mira, José João, Valter, José Carlos, Rogério Delgadinho, Francisco Candeias, João Carlos, Bolota, Cepeda, Serafim, Almeida, Malagueta, Azevedo, Aleixo, Canário, Farias e Câmpora. No ano seguinte, o clube representou o país na prestigiada competição europeia, Taça das Cidades com Feira. Apesar de eliminado na 1ª ronda pelo NK Dinamo Zagreb, o clube conseguiu vencer por 2-0 o jogo disputado no Barreiro e, rezam as crónicas da altura, o jogo de Zagreb na antiga Jugoslávia (actualmente Zagreb pertence à Croácia) contou com uma arbitragem demasiado caseira que não permitiu o apuramento da equipa lusa para a fase seguinte.

 

BASQUETEBOL
O FC Barreirense foi o primeiro clube a praticar o basquetebol a sul do Tejo, tendo iniciado a sua actividade em 1927.
Ao longo dos anos, o FC Barreirense esteve sempre no topo do basquetebol nacional, sagrando-se por duas vezes Campeão Nacional, ganhando seis Taças de Portugal e participando ainda no Campeonato Europeu de Clubes por duas vezes. Na primeira ocasião calhou em sorte o colosso espanhol Real Madrid CF em 1958 e, depois, o Étoile de Charleville, campeão de Francia, também em 1958. O jogo com o Real Madrid CF ficou na história da modalidade uma vez que o mesmo constituiu a primeira transmissão directa televisiva em Portugal e o primeiro jogo numa competição europeia de um clube português. Foi igualmente o primeiro jogo oficial numa competição europeia de basquetebol do histórico Real Madrid CF. A RTP montou três aparelhos de TV no próprio edifício do Ginásio Sede para os sócios que não conseguíram lugar no recinto de jogo.
Para além destas presenças no Campeonato Europeu de Clubes, disputou ainda vários jogos internacionais, tais como, com o Tenessee e Bittebeng dos E.U.A, com ABC de Nantes de França, com a Union Marrocaine de Marrocos, com a Seleção do Brasil, com o Antwerp da Belga, com o Ignis de Varese de Itália, entre muitas outras grandes equipas.

Ao longo do tempo, os adeptos têm demonstrado uma verdadeira paixão pelo basquetebol no FC Barreirense, por onde passaram grandes jogadores nacionais e estrangeiros, entre os quais se podem destacar o norte-americano Mike Plowden e o brasileiro Adilson Nascimento, entre muitos outros.
O FC Barreirense foi também por diversas vezes Campeão Nacional de Juniores e de Cadetes, além das muitas participações nas fases finais. Há, por isso, que destacar a formação do FC Barreirense que é, ainda hoje, uma das melhores a nível nacional, como comprovam os inúmeros títulos conquistados, ano após ano. Ainda em 2007, João ‘Betinho’ Gomes, jovem basquetebolista formado nas escolas do clube, esteve muito perto de ingressar na NBA. Relativamente ao trabalho de formação é relevante sublinhar que, já após o ano 2000, o FC Barreirense foi distinguido por 2 vezes com o troféu da Federação Portuguesa de Basquetebol para o melhor clube de Basquetebol de Portugal, em virtude das grandes prestações em todos os escalões em que esteve envolvido.

 

GINÁSTICA
A Ginástica, modalidade de formação física e desportiva de jovens, desde muito cedo, que fez a sua aparição no F.C. Barreirense. Já nos anos 30, um professor Austríaco (Hoffer) dirigia uma classe de Ginástica para crianças.
Após algumas interrupções, a ginástica reaparece de forma mais sistemática, nos anos 50, mais propriamente após a inauguração do Ginásio-Sede em 1956. Na inauguração estiveram presentes classes de ginástica de saltos de Mesa Alemã que pela sua espectacularidade engrandeceram esta festa, e deram o mote do que seria o futuro desta modalidade no clube. Foram realizados diversos saraus e festas gímnicas nos quais estiveram presentes os clubes mais conceituados no panorama nacional da modalidade. Esta modalidade começou a ter um grande desenvolvimento e procura, e é a partir dos anos 60 que serão criadas classes para diversas idades, englobando escalões desde os mais jovens até aos adultos.

Na década de 80, esta modalidade atingiu um número de largas centenas de praticantes, que devido à sua qualidade fizeram com que o FC Barreirense fosse convidado a participar em programas de televisão, como por exemplo no reconhecido programa “Passeio dos Alegres” a convite do famoso apresentador e ícone da televisão, Sr. Júlio Isidro.
No final da década de 80 e princípios de 90, com o aparecimento da Federação de Trampolins e Desportos Acrobáticos, a Ginástica sofreu novo incremento no clube, participando em várias competições, e estando presente no campeonato do mundo por idades em 1991 na Alemanha, com as atletas Susana Santos, Cláudia Geraldes, Vera Rodrigues, Paula Graça e com os atletas João Carvalho e Artur Vieira.
Nos fins da década de 90, e nestes últimos anos, o FC Barreirense tem tido um grande número de campeões distritais, regionais e nacionais, individual e colectivamente.
Tivemos a participação da atleta Nádia Santos (campeã nacional de Tumbling) em 1996 no Campeonato do Mundo por grupos de idades de Trampolins e Tumbling no Canadá, e já em 2009, do atleta David Pinto em São Petersburgo na Rússia.
A atleta Sofia Gião (vice-campeã nacional em 1997 e várias vezes campeã distrital e regional) e a atleta Nádia Santos foram ambas agraciadas com a Medalha de Mérito Desportivo da Cidade do Barreiro.

 

KICK-BOXING
O Kickboxing foi fundado há cerca de uma década no FC Barreirense pelas mãos do mestre José Calado. A Modalidade designava-se então full-ontact e fcoi também por si desenvolvida noutros concelhos: Moita, Pinhal Novo e Montijo.

José Calado ostenta a graduação de 6º Dan, licenciado pela actual Federação Portuguesa de Kickboxing/Muay Thai com o Nº700 reconhecido pelo C.E.F.A.D. como treinador de Nível IV.

Esta modalidade começou por aulas de manutenção. Ao fim de algum tempo, e com naturalidade, alguns ficaram e outros desistiram. Só os que restaram tiveram a experiência de diversas fases evolutivas: manutenção, competição e formação. Não é fácil atravessar todas estas áreas. Só os mais dedicados têm esse dom e essa faculdade.

Alguns nomes que ficarão na história do clube: Rui Lança – 3º Dan, Ricardo Calado – 3º Dan, Ruben Ferro – 2º Dan, Fernando Piedade – 1º Dan, Sandra Pires e Marisa Pires. Estes atletas alcançaram vários títulos a nível regional, nacional e internacional e outros galardões de reconhecimento, atribuídos por Câmaras, Associação e Federação de Kickboxing.